Erro ou aprendizado?

13:52 8 Comments A+ a-


Engraçado como a gente dirige a nossa vida!


Vivemos o tempo todo nos colocando à prova para sabermos se estamos aprendendo com as experiências que enfrentamos e, quando isso acontece, reagimos das mais diversas formas.
Muitas vezes, reagimos como achávamos que faríamos e, outras, de forma que jamais pensamos sermos capazes.

Temos tantas ideias de quem somos (ou imaginamos que somos) que quando agimos diversamente dessas nossas concepções, nos surpreendemos conosco e nos julgamos implacavelmente.

Não aceitamos que estamos numa escola e que nos depararemos com matérias antigas e novas todos os dias. As primeiras precisam ser relembradas para que entendamos as segundas que chegam para a nossa ascensão.

Precisamos entender que se erramos é porque ainda não detemos o conhecimento de como resolvemos cada problema que nos vai chegando. Mas, a cada tentativa de utilizar as fórmulas que conhecemos, vai ficando mais e mais fácil manuseá-las, aplicá-las. Até que chega o momento em que aquela atividade deixou de ser um problema complexo, porque nós entendemos o seu cerne.

Por não aceitarmos nosso estado acadêmico, sofremos por não saber, sofremos por errar, sofremos por achar que poderíamos fazer diferente.

O ponto fundamental neste caso é que não poderíamos fazer diferente!


Observemos que: se eu me deparo com um problema, aplicarei uma fórmula que eu conheço para a sua solução. Somente saberei se esta fórmula é ou não adequada ao dito problema quando perceber que o resultado não é o esperado. Daí, então, tentarei tantas quantas forem as fórmulas que eu conheço para solucioná-lo. Somente depois disso, buscarei inovar, buscarei outras fontes ou mesmo criar novas fórmulas para o caso que vivencio. Esse deveria ser o procedimento adotado. Mas, não enxergamos a vida com simplicidade. Diante dos nossos julgamentos internos, diante das concepções equivocadas que temos de nós mesmos, tememos os julgamentos alheios, porque da mesma forma que nos cobramos, cobraremos dos outros ao nosso redor. E todos agimos assim: somos aqueles que julgam, somos aqueles que são julgados!

Se acreditarmos que temos que ser infalíveis, abraçaremos as nossas críticas insanas e as do próximo com muito sofrimento. Atuaremos conosco com impiedade e não nos daremos a chance de compreender que, apesar do erro cometido, este nos servirá para entender que a fórmula utilizada para aquela situação desastrosa não é a correta. Levaremos, portanto, um tempo maior para enfrentarmos essa lição e mudarmos o nosso comportamento lesivo.

Quando compreendemos, no entanto, que agimos equivocadamente em algumas circunstâncias e percebemos que somos estudantes diante de uma atividade escolar, dar-nos-emos chance de buscarmos nos livros da vida o ensinamento adequado para aquela experiência.

Assim, começamos a nossa trajetória na compreensão de que os nossos erros são somente novos aprendizados e que se o Mestre da Vida nos passou a tarefa é porque Ele sabe que temos condições de aplicar ou criar as fórmulas que são necessárias para o caso em questão.

Diante disso, o nosso julgamento se torna mais sábio e o nosso sofrimento se ameniza; daremos ao nosso Ser o crédito de nossos esforços e adotaremos a postura de compreender que ainda nada sabemos diante de nossa trajetória evolutiva.

Erro? É somente mais um aprendizado na nossa história de vida!


8 comentários

Write comentários
25 de janeiro de 2018 09:36 delete

Gostei. E entendi. Mas a ansiedade de querer logo se ajustar é que provoca grande sofrimento. É isto atormenta muito. Como resolver aceitar o tempo do aprendizado.??

Reply
avatar
Anônimo
AUTHOR
27 de janeiro de 2018 13:50 delete

Muito bom! Esclarecedor e reflete nossas angústias e ansiedades! Obrigada por mais essa reflexão tão valiosa na busca incessante por nosso crescimento!
Fabiana Lima

Reply
avatar
27 de janeiro de 2018 20:23 delete

Olá Wesley! Respondo a sua pergunta com outra: você quer ser feliz? Assim é que precisamos nos adaptar ao tempo de Deus na nossa vida, porque é nele que estará tudo o que precisamos para o nosso verdadeiro aprendizado e, por conseguinte, será na chegada deste tempo que já estaremos prontos para o término de uma e início de outras experiências úteis ao nosso crescimento. Abraços fraternos.

Reply
avatar
27 de janeiro de 2018 20:24 delete

Obrigada Fabiana. Espero continuar sendo sempre útil. Abraços.

Reply
avatar
Anônimo
AUTHOR
28 de janeiro de 2018 23:17 delete

Texto riquíssimo...o mais difícil é lidar com um resultado não esperado e não ter como refazer a ação...fazemos como aprendemos. Grata pela reflexão. Cristina Lugon

Reply
avatar
29 de janeiro de 2018 17:36 delete

É verdade, Cristina, não é fácil nos depararmos com resultados que não desejamos, mas, tudo faz parte de nosso aprendizado.
No mais, sou eu que agradeço por estar sempre comigo.
Abraços.

Reply
avatar
7 de fevereiro de 2018 21:45 delete

Maravilhoso texto! Li na hora certa! Acrescentou muito ao meu coração. Obrigada!

Reply
avatar
14 de fevereiro de 2018 23:30 delete

Que bom, Cristiane! O objetivo é levar a todos nós o consolo e entendimento. Sou eu que agradeço.

Reply
avatar